Mobile-First Indexing

Vivemos em um mundo cada vez mais conectado por smartphones e novos dispositivos, por onde olhamos, existem pessoas olhando para uma tela de celular.

Nos EUA, no Reino Unido e no Canadá, para citar alguns, os dispositivos móveis representam mais de 60% de seu tráfego total na Internet; Na verdade, o consumo de internet via dispositivos móveis ultrapassou os desktops em 2014. Com essas estatísticas em mente, não é nenhuma surpresa que o Google está se movendo para mobile-first index (indexação móvel primeiro).

 

 

Você pode estar se perguntando: o que é mobile-first index?

É simplesmente a maneira que os bots de indexação do Google, também conhecidos como spiders, rastreiam a web. Até agora, a ênfase era no uso de internet via desktop o que significava que esses bots priorizavam as versões de desktop de páginas da web. Agora, eles priorizarão o conteúdo otimizado para dispositivos móveis durante o rastreamento da web.

Será que a mudança irá impactar o page ranking e SEO?

Possivelmente. Se o seu site e demais ambientes estiverem adequados de forma responsiva, ou se você tiver uma versão otimizada corretamente para dispositivos móveis, você deverá ser pouco impactado, se ocorrer impacto…

O Google anunciou seus planos para a indexação móvel em novembro de 2016 e eles serão implementados gradualmente até 2017. Testes estão sendo realizados para garantir que a qualidade atual da experiência do usuário e os resultados da pesquisa não sejam afetados devido a essa mudança na forma de indexação. Como Doantam Phanof do Google webmaster blog disse:

“Nós compreendemos que esta é uma mudança importante em nossa forma de indexação e é uma que nós levamos a sério. Vamos continuar a analisar de forma detalhada nos próximos meses em pequena escala e vamos acelerar essa mudança quando estivermos confiantes de que temos uma grande experiência de usuário”.

Embora possa parecer simples, a principal questão com a mudança para mobile-first index é que os sites desenvolvidos para desktop possuem muito mais tempo e “atenção” do que sites desenvolvidos para ambientes móveis, e a quantidade de metadados para o celular não é tão abundante. Em outras palavras, a web móvel tem muito menos conteúdo e links, pois sempre foram inseridos em segundo plano, comparado ao consumo por desktops.

Em essência, o Google tem de desenvolver novos recursos e métricas que irão preencher essa lacuna para que a mudança seja perfeita. Um bom exemplo disso é o novo processo de medição da velocidade da página planejado para sites para dispositivos móveis – a velocidade da página de desktop não é relevante para o celular.

 

Como devo me preparar para a indexação móvel?

 

Primeiramente, o Google já se concentrou em atualizar os mecanismos de busca para que sejam compatíveis com dispositivos móveis, de modo que essa mudança já se encontra ativa e oficial. Se você ainda não otimizou seu blog e site para dispositivos móveis, seus desempenhos nos mecanismos de busca já estão sendo afetados.

Em relação à solução, a primeira e mais óbvia resposta é preparar seus ambientes para que possam estar otimizados para dispositivos móveis. Há uma série de etapas e ações que você e sua empresa podem tomar. A maneira mais simples de melhorar seu site e sua funcionalidade é usar um design responsivo – uma abordagem dinâmica para a aparência do site, dependendo do tamanho da tela, da resolução e do sistema operacional.

Este não é um novo desenvolvimento, e a maioria das plataformas CMS oferecem temas e layouts responsivos. Além disso, você tem ferramentas simples à sua disposição para determinar se seu site é compatível com dispositivos móveis.

Naturalmente, você ainda pode usar versões separadas de seu site ou até mesmo continuar usando um site apenas desktop, uma vez que o novo algoritmo vai continuar a indexá-lo muito bem, mas claramente sofrerá um rebaixamento nas SERPs devido ao mau desempenho móvel.

Dessa forma, quais ações você pode tomar para melhorar seu posicionamento e SEO?

 

Usar Dados Estruturados

A marcação de dados estruturados (Structured data markup) permite que os rastreadores compreendam completamente o perfil de seu site. Ele também permite que os motores de busca possam identificar e produzir trechos de conteúdos qualificados, impulsionando seu site para uma posição mais elevada. O Structured Data Testing Tool é uma ferramenta gratuita do Google que permite validar e testar dados estruturados em websites.

Embora seja importante, esses dados estruturados podem ser removidos da versão móvel do site para aumentar a velocidade.

Se o seu site possuir duas versões e apenas a versão desktop estiver listada nas pesquisas, valide se seu site para dispositivos móveis também consta. Também é recomendável usar a ferramenta de teste do robots.txt para verificar se o Googlebot (indexador do Google ou spider) poderá ler seu site.

 

Conteúdo

Embora esta seja uma grande mudança, a prática padrão ainda se aplica à produção de conteúdo SEO-friendly.

Existe alguns pequenos ajustes que você pode fazer para melhorar seu desempenho móvel, do ponto da experiência do usuário. Não se trata de uma técnica específica, mas como você pensa sobre o seu conteúdo.

Uma das primeiras perguntas que você deve perguntar-se é: Quem está navegando em seu site a partir de um dispositivo móvel tem uma boa experiência?

Claro que um conteúdo completo e relevante é importante, mas um conteúdo com 5000 palavras pode ser intimidador para uma leitura em um smartphone. Usando parágrafos curtos e texto dividido em blocos, irá tornar a leitura mais fácil em telas menores.

Você também deve considerar alternar seu conteúdo com imagens e infográficos. Os conteúdos de vídeo e áudio também funcionam muito bem no celular, pois possuindo grande quantidade de texto os navegadores não necessitariam de uma interação constante para a leitura e rolagem de tela. Ao alternar o conteúdo em sua página móvel, seja em vídeo ou em áudio, você atrairá mais usuários e incentivará os buscadores a analisar seu site.

 

O que o futuro promete?

Para quem segue as tendências de SEO, mobile-first index (indexação móvel primeiro) não é novidade. O Google tem se concentrado em aumentar e melhorar a experiência móvel há anos.

Novas especificações móveis e atualizações dos algoritmos estão sendo gradativamente implantadas; A introdução do AMP (Accelerated Mobile Pages) permite que os usuários acessem seu conteúdo em velocidades muito melhoradas e o streaming de aplicativos permite que você use aplicativos sem realmente fazer o download para o seu dispositivo.

Felizmente, melhorar o seu site para mobile-first index não é complicado para a maioria dos profissionais de marketing digital. Basta centrar-se na criação de conteúdos fantástico e manter a experiência do usuário como prioridade, tanto para desktops ou dispositivos móveis.

Em última análise, a otimização do seu site e blog para dispositivos móveis é uma questão de bom senso, pois a maior parte de seu público está migrando para lá, e há uma clara tendência e mudança do mercado nos últimos anos.

 

Gostou do que leu? Quer acelerar seus negócios?

Solicite nosso contato nesse link.

 

A Elástica Digital é uma das primeiras empresas a contar com um instrutor autorizado DMI (Digital Marketing Institute). Esse artigo foi originalmente publicado no blog do DMI – https://digitalmarketinginstitute.com/blog/